5 de julho de 2007

Buster Williams no Estoril Jazz

6-50-592-1-3.jpg
© Shoji Ichikawa

O Estoril Jazz arranca amanhã com um super quarteto liderado pelo contrabaixista Buster Williams, onde se destacam o talentoso Marcus Srickland, nos saxofones tenor e soprano, e o consagrado Lenny White, na bateria.

Buster Williams é um dos mais respeitados e consagrados contrabaixistas da actualidade, pese embora a respectiva notoriedade pública não lhe fazer a merecida justiça. A comprová-lo estão os vários músicos com quem gravou e tocou ao longo da sua carreira, entre os quais se contam, a título de escasso exemplo... Art Blakey, Betty Carter, Carmen McRae, Chet Baker, Chick Corea, Dexter Gordon, Joe Henderson, Branford e Wynton Marsalis, Gene Ammons, Sonny Stitt, Herbie Hancock, McCoy Tyner, Illinois Jacquet, Nancy Wilson, Elvin Jones, Miles Davis, Woody Shaw, Sarah Vaughan, Benny Golson, Mary Lou Williams, Hank Jones, Lee Morgan, Cedar Walton, Bobby Hutcherson, Sonny Rollins, Count Basie, Errol Garner, Kenny Barron, Charlie Rouse, Kenny Dorham e Freddie Hubbard.

Charles Anthony “Buster” Williams Jr. nasceu em Camden, New Jersey, a 17 de Abril de 1942. Com o pai – admirador confesso do contrabaixista Slam Stewart – aprendeu piano, contrabaixo e bateria, começando a tocar publicamente aos 15 anos. Em 1959 já trabalhava com o saxofonista Jimmy Heath, cujo quarteto incluía o pianista Sam Dockery e o baterista Charles “Specs” Wright, a que se seguiu um ano de trabalho no conjunto liderado por Gene Ammons e Sonny Stitt. Após o término deste combo aproveitou a oportunidade para estudar teoria e composição no Philadelphia's Combs College of Music, integrando posteriormente o trio do pianista Gerald Price, que a cantora Dakota Stanton contrataria após uma primeira e casual audição ao vivo.

Ao longo da década de 60, Buster Wiliams trabalhou essencialmente com cantoras, tendo acompanhado Betty Carter, Sarah Vaughan (com quem realizou a sua primeira digressão europeia, em 1962) e Nancy Wilson. Entretanto outras oportunidades iam surgindo: entre 1965 e 1968 integrou os Jazz Crusaders (gravando cinco álbuns); em 1967 sucedeu por um curto período a Ron Carter no grupo de Miles Davis, vindo subsequentemente a tocar com Herbie Mann e Art Blakey; em 1969 juntou-se ao sexteto de Herbie Hancock Sextet, no qual se manteria até 1973. O contrabaixista trabalharia posteriormente com McCoy Tyner, Mary Lou Williams, Harold Land, Bobby Hutcherson, Lee Morgan, Joe Farrell, Freddie Hubbard, Kenny Burrell, Jimmy Heath e Hamiet Bluiett, desenvolvendo ainda uma inusitada parceria com Ron Carter, da qual resultaram três álbuns e a banda sonora do filme Choice of Arms, protagonizado por Yves Montand e Catherine Deneuve.

Em 1982, Williams formou o prestigiado grupo Sphere, dedicado à música de Thelonious Monk (falecido neste mesmo ano), no qual participavam Charlie Rouse, Kenny Barron e Ben Riley. Ao longo de 5 anos este projecto produziria cinco álbuns e várias digressões. Em 1989 gravou um primeiro disco com composições suas, Something More, com Herbie Hancock, Wayne Shorter, Shunzo Ohno e Al Foster, do qual nasceria o seu próprio quinteto - Something More, com Ohno, Ralph Moore, Benny Green e Billy Drummond.

2 Comments:

At sexta jul 06, 03:08:00 da tarde 2007, Anonymous Anónimo said...

O Lenny White escorre azeite por todos os poros. É mesmo o que apetece, ver esse super quarteto em ambiente de terceira idade.
Fazem descontos para maiores de 65 anos e sócios do Inatel ?
Maria Rosa

 
At sábado jul 07, 10:39:00 da manhã 2007, Anonymous Anónimo said...

Azeiteiros portanto!!!

 

Enviar um comentário

<< Home


Site Meter Powered by Blogger