2 de fevereiro de 2006

Relembrar Stan Getz

IM050270.jpg
Fonte: www.downbeat.com

Se fosse vivo, Stan Getz (1927-1991), um dos maiores e mais emotivos/líricos saxofonistas-tenor a cruzar os mares do jazz, cumpriria hoje mais um aniversário.

Alguns (poucos) portugueses ainda tiveram oportunidade de o ouvir pelo menos em dois concertos: Porto (1970) e Aula Magna de Lisboa (1981).

Ouçamo-lo com Bill Evans em "But Beautiful", do disco Stan Getz and Bill Evans.

"We would all play like Stan Getz, if we could"
John Coltrane

2 Comments:

At quinta fev 02, 01:26:00 da tarde 2006, Anonymous Mateus said...

E foi a ouvir Stan Getz com músico brasileiros (Laurindo Almeida, João e Astrud Gilberto, Tom Jobim) que me comecei a interessar pelo Jazz, hoje quase um vício para mim. Músicas que conhecia bem nas suas versões standard ganhavam toda uma outra dimensão com aqueles solos, e eu a pensar "mas isto é fantástico!" e é o que ainda hoje penso.
Um abraço (excelente o livro sobre Duarte Mendonça)

 
At sexta fev 03, 10:00:00 da tarde 2006, Anonymous BlogMaster said...

Por acaso o Stan Getz também foi um dos primeiros músicos de jazz com que me cruzei, através de um concerto que a RTP, mediante o programa "Som da Surpresa", do Paulo Gil, divulgou. Concerto fantástico, gravado nos anos 80 (se não me falha a memória) numa exploração vinícola. Esse concerto foi marcante para mim e felizmente, pelo que me disseram recentemente, parece que já existe em DVD.

 

Enviar um comentário

<< Home


Site Meter Powered by Blogger